Banner Topo

Página inicial Home

Área do Associado            

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Depoimentos

“Por uma relação de consumo mais tranquila”

Nome: João Rodrigues

Profissão: Servidor Público


“Por uma relação de consumo mais tranquila”

Publicado em: 03/11/2011

Decepção e, ao mesmo tempo, esperança. Dois sentimentos, de certa forma, tão opostos, dividiram espaço na consciência do servidor público João Rodrigues, 47 anos, após ter enfrentado problemas com uma impressora recém-comprada. Decepção com o fabricante, que figura entre as mais conceituadas empresas do ramo de tecnologia em todo o mundo, mas que não teve o devido respeito e atenção para com o problema do associado; e esperança, por ter se dado conta, na prática, de que correr atrás dos seus direitos garantiu-lhe a tão esperada solução.

“Comprei a impressa da HP em março deste ano. Por volta de julho, ela apresentou problema na fonte de alimentação. Foi quando entrei em contato com a empresa, através do atendimento online em seu site, a partir do qual fui orientado a enviar cópia do comprovante de compra”, lembra João. Tomada a providência solicitada, o consumidor esperou por 15 dias uma resposta da HP, sem sucesso. Resolveu então entrar em contato novamente via atendimento online: “a atendente alegou que o comprovante que eu havia enviado era inválido, pois não havia sido localizada a descrição da impressora que ali constava. Fui orientado, então, ir à loja em que efetuei a compra para solicitar uma declaração que comprovasse a aquisição.” Assim o fez, mesmo ciente de não ter tal obrigação.

Para surpresa do consumidor – e dos leitores -, após enviado o novo documento ao fabricante, a resposta – demorada, pra variar - não foi diferente da anterior: “novamente, alegaram invalidade devido à descrição do equipamento”, afirmou o servidor público. Para aumentar o absurdo, a HP solicitou ao consumidor a emissão de um novo comprovante junto à loja. “Dirigi-me novamente ao estabelecimento, peguei um novo documento e o enviei. Mais uma vez, fiquei sem resposta”. Foi quando João partiu para a busca dos seus direitos.

“Tomei conhecimento da existência da Adeccon e procurei a entidade. Lá, advogada preparou uma notificação para a HP”, disse João. A resposta não demorou: “em cerca de uma semana, fui contatado pelo advogado da empresa e recebi de volta o valor pago na compra da impressora”.

Passada a dor de cabeça, o associado da Adeccon avalia o caso em dois sentimentos, já citados no início deste texto – “fiquei decepcionado com a HP. Esperava que a empresa desse uma maior atenção aos seus clientes. Mas, ao mesmo tempo, me dei conta de que, à medida que os cidadãos procuram os seus direitos, com o apoio da Justiça e de órgãos como a Adeccon, as empresas vão se preocupando em prestar um serviço melhor”.

João deixa uma mensagem final para os demais consumidores: “devemos estar cientes dos nossos direitos e lutar por eles. Dessa forma, sobreviverão no mercado apenas aquelas empresas que, de fato, souberem respeitar a Lei e, com isso, teremos, no futuro, uma relação de consumo bem mais tranquila”.

FNECDC

Linha Grossa

Tarja Coluna

Linha Fina

Lorena Grinberg
CUIDADOS COM AS COMPRAS COLETIVAS


Linha Grossa

Tarja Coluna

Linha Fina

José Carlos Barbosa
Sem o videogame, mas com a alma lavada


Linha Grossa

TV ADECCON

DIREITO DO CONSUMIDOR INADIMPLENTE

Linha Grossa

NEWSLETTER

Preencha os campos abaixo para ficar sempre informado sobre nossas novidades.

Nome:

E-mail:

Linha Grossa

Tarja Coluna

Você já foi vítima de cobrança abusiva pelas operadoras de telefonia celular?

Sim

Não

Rua do Riachuelo, 105 - Sala: 219 - Ed. Círculo Católico - Boa Vista, Recife-PE | Fone: (81) 3222.6066 / 3034.6056
Copyright © 2006 - ADECCON. Todos os direitos reservados - Desenvolvido por Artini Lemos