Banner Topo

Página inicial Home

Área do Associado            

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Depoimentos

Sem o videogame, mas com a alma lavada

Nome: José Carlos Barbosa

Profissão: servidor público


Sem o videogame, mas com a alma lavada

Publicado em: 06/08/2013

Quem compra pela internet sabe o cuidado que deve tomar nesse meio de negociação. Optar por sites, vendedores e formas de pagamentos seguras é indispensável. Afinal, o risco de pagar e não ver o produto adquirido chegar em sua residência não é descartável. O servidor público José Carlos Barbosa, 56 anos, foi um desses “felizardos”. Seu filho adquiriu, via comércio eletrônico, um aparelho de videogame x Box. A forma de pagamento foi através de um meio entre os mais seguros e conhecidos da internet, o que não privou o consumidor de ter dor de cabeça.

“No anúncio, o vendedor, do Rio de Janeiro, afirmou ter o produto para pronta entrega. Na hora de enviar, começaram as desculpas: alegaram, por diversas vezes, indisponibilidade no estoque e pediram-nos para aguardar, apenas”, relata Carlos. A via crucis, afirama o consumidor, durou meses. Aos poucos, ele percebeu estar sendo vítima de uma “enrolação”. “Quando não agüentei mais, entrei, então, em contato com a empresa responsável pelo pagamento, para colher dados sobre o vendedor e, com isso, entrar com uma ação judicial ou registrar reclamação em algum órgão de defesa do consumidor”.

Novamente sem sucesso em suas tentativas, o servidor público recorreu à Adeccon, onde teve, finalmente, o seu direito respeitado. “Explicamos à equipe jurídica o ocorrido e, para minha surpresa, fui informado que a empresa para a qual efetuei o pagamento possui um canal de comunicação com os órgãos de defesa do consumidor, o que facilitou e muito na minha situação”. Foi enviado, à empresa, uma notificação extrajudicial exigindo a restituição do valor pego pelo produto, uma vez que não foi estipulado um prazo para entrega, conforme determina a Lei, tampouco foi cumprida a oferta (o consumidor pagou, mas não recebeu).

Não demorou muito para que o associado da Adeccon recebesse, da empresa, um email informando que seria depositado, em sua conta, a quantia paga pelo aparelho. “Estou de alma lavada. Ter um direito respeitado representa uma massagem em nosso ego de cidadania. Vale a pena ter um órgão assim, com o qual sabemos que podemos contar sempre que precisarmos. Eu iria à Justiça resolver o caso, felizmente não foi necessário, graças ao trabalho da Adeccon”, finaliza Carlos.

FNECDC

Linha Grossa

Tarja Coluna

Linha Fina

Lorena Grinberg
CUIDADOS COM AS COMPRAS COLETIVAS


Linha Grossa

Tarja Coluna

Linha Fina

José Carlos Barbosa
Sem o videogame, mas com a alma lavada


Linha Grossa

TV ADECCON

DIREITO DO CONSUMIDOR INADIMPLENTE

Linha Grossa

NEWSLETTER

Preencha os campos abaixo para ficar sempre informado sobre nossas novidades.

Nome:

E-mail:

Linha Grossa

Tarja Coluna

Você já foi vítima de cobrança abusiva pelas operadoras de telefonia celular?

Sim

Não

Rua do Riachuelo, 105 - Sala: 219 - Ed. Círculo Católico - Boa Vista, Recife-PE | Fone: (81) 3222.6066 / 3034.6056
Copyright © 2006 - ADECCON. Todos os direitos reservados - Desenvolvido por Artini Lemos